Home Página Inicial > Notícias > ESTAÇÕES DA TRENSURB RECEBEM O PROJETO OBEDIÊNCIA

ESTAÇÕES DA TRENSURB RECEBEM O PROJETO OBEDIÊNCIA

19.08.2021

Na segunda (23) e terça-feira, às 19h, as estações Novo Hamburgo e Rio dos Sinos, respectivamente, recebem ação de projeto responsável por peça de teatro online que propõe debate sobre violência contra a mulher.

Na próxima segunda (23) e terça-feira, a Trensurb recebe ações do projeto Obediência, realizador de uma peça de teatro online que propõe um debate sobre violência contra a mulher. Na segunda-feira, a partir das 19h, o saguão da Estação Novo Hamburgo irá receber a projeção de um vídeo contendo fragmentos da peça dirigida por Marina Müller, intercalados com informações sobre a violência de gênero, dados sobre prevenção e canais de denúncia. A ação se repete na terça-feira, no mesmo horário, na Estação Rio dos Sinos.

“A ação consiste em conscientizar os transeuntes que passam por ali sobre estes temas tão urgentes e que agora, pela pandemia, se intensificaram. Divulgar os números para poder denunciar e colocar estes dados para a sociedade entender o quanto isso ainda ocorre e como ainda se intensificou neste período pandêmico”, explica a diretora Marina Müller. Foi o aumento recente no número de casos de feminicídio e a dor causada por essa realidade que originou o projeto Obediência. O trabalho busca contribuir para uma desconstrução da norma do pensamento em aceitar comportamentos violentos culturalmente enraizados na sociedade e na forma de lidar para essas condutas de maneira questionadora.

A peça se desdobra sobre o sonho do controle absoluto de alguém, um objeto manipulado por uma só pessoa. Através dessa relação de controle, a diretora explora o tema do abuso e a incapacidade de ver o outro como alguém. O espetáculo é uma adaptação de Garotos Obedientes, do livro Duas vezes draMática, da dramaturga Natasha Centenaro, publicado em 2018. A primeira exibição foi em junho, para estudantes da Escola de Saúde Pública, com exibição seguida de debate com a psicóloga Danielli Silva, especialista na área de saúde mental da mulher que acompanhou o processo de criação da obra. A estreia para o público em geral se deu em julho, no canal do projeto no YouTube, onde o espetáculo segue disponível.

A peça, que conta com a produção de Anne Plein e Bruna Johann, foi originada a partir do componente curricular Encenação Teatral ll da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), sob orientação da professora Jezebel De Carli. A equipe é composta majoritariamente por mulheres e são mais de 18 profissionais envolvidas neste projeto contemplado pelo edital Criação e Formação – Diversidade das Culturas, da Fundação Marcopolo e Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul (Sedac-RS), realizado com recursos da Lei Aldir Blanc (nº 14.017/20).

Compartilhe     

OUTRAS NOTÍCIAS
12345de 542paginas_noticias_detalhes.php?codigo_sitemap=5864&sitemapPage=2

Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. | Av. Ernesto Neugebauer 1985, - Humaitá - Porto Alegre - RS - Brasil - CEP 90250-140 | Fone: +55 51 3363 8000